Destaque na Mídia

Confira abaixo a entrevista com o Kazamarkês Adolpho, na íntegra, publicada na Revista L, do Grupo O Liberal de Americana-SP.

“Eu costumo viver sempre o hoje, vivo uma conquista de cada vez. Claro que tem um norte para não se perder, mas devagarinho a gente chega lá”. Esse conceito de como levar a vida profissional e pessoal do publicitário. Adolpho Gutierrez, 41, coincide bem com sua trajetória. Quando criança, dividia a paixão por desenhos com sua atração por peças publicitárias. Achou que o caminho era fazer faculdade de Artes Plásticas. Sem medo de arriscar, no meio do caminho mudou para o curso de Publicidade e Propaganda. Foi lá que se encontrou. Quando universitário , largou 8 anos de emprego com carteira assinada em uma grande empresa de Americana para ser estagiário em uma agência publicitária. O tiro arriscado foi essencial para a construção de quem é hoje. Passado 20 anos, a 8 comanda a empresa Kazamarka, conceituada na região e com o portfólio que inclui clientes poderosos, como a Cimentolit. Além disso, tem uma carreira acadêmica como professor na Faculdade Anhanguera, em Santa Bárbara d’Oeste.

Quando começou a trabalhar na área de publicidade?
A minha carreira começou há cerca de 20 anos, quando trabalhava na antiga Fibra. Eu estava fazendo faculdade, pensei que precisava saber como funcionava uma agência. Deixei 8 anos para trás e comecei do zero na área criativa de uma agência. Desde então, não sai mais da prestação de serviço.

Não sentiu medo dos riscos?
Na época dava para arriscar. Era mais jovem. Não tinha tanto compromisso, a não ser com a carreira. Escolhi trocar aquilo que me deixava seguro por aquilo que gostava. Fui, gostei e estou até hoje. Temos vários cases de sucesso e é o que move nossa área.

E quando surgiu a Kazmarka?
Surgiu em 2007, pode-se dizer que é uma empresa consolidada. A Kazamarka surgiu de uma sociedade minha com um amigo e ex-colaborador de outra empresa. Ele foi falando de sermos sócios, por fim aceitei. Lembro da gente começando a empresa só com a força de vontade e conhecimento de cada um. Eram duas mesas, um computador de cada lado e fomos enfrentar o mercado, evoluindo e conquistando espaço. Hoje temos como principais clientes a Cimentolit, que tem uma filial em Santa Bárbara d’Oeste e está conosco desde 2010; a Lubrificantes Fenix, de Paulínia; Pizzas Chega Mais, Sirius Consulting e Alcalá Contabilidade, de Americana; e Rede Mega Brasil, em Limeira e Nova Odessa; e outros Jobs pontuais, como a parceria que temos com o Ministério Público de Campinas e na promoção de eventos com a Hora do Leite Show da Rádio Educadora. A Kazamarka tem estrutura enxuta e cresce de acordo com a demanda de mercado, mas sua trajetória é notável pela criatividade, profissionalismo e reconhecimento dos clientes, fornecedores, mídias, amigos, buscando sempre trabalhar de maneira correta e justa.

E quais os planos para o futuro da agência de publicidade?
A gente acorda todos dos dias querendo fazer algo diferente. O sonho da Kazamarka é que ela cresça cada vez mais. Cresça em estrutura e faturamento, podemos até gerar oportunidades dentro do nosso “universo kazamarkês”, como chamamos por aqui. Eu costumo viver sempre o hoje. A gente olha para frente, traça um caminho para chegar, mas hoje eu não procuro criar tanta expectativa. Vivo uma conquista de cada vez. Claro que tem um norte para não se perder, mas devagarinho a gente chega lá.

REPORTAGEM: Núria de Oliveira

Posts Relacionados